apesar do pouco convívio e da diferença de ideias, sempre tive por Júlio de Mesquita Filho não apenas grande admiração, mas verdadeiro afeto. Foi dos homens mais íntegros, desprendidos e patriotas que conheci. Nele, o senso do dever público era quase religioso e o amor pelo saber uma paixão (Antonio Candido de Mello e Sousa)...

Irredutivelmente liberal
Política e cultura na trajetória de Júlio de Mesquita Filho

2ª edição revisada e ampliada

autor:

 Roberto Salone

prefácio:

Celso Lafer

acabamento:

brochura

páginas:

408

formato:

16 cm x 23 cm

editora:

Albatroz e Terceiro Nome

ISBN brochura:

978-85-7816-307-5

É tão complexa e rica a trajetória política e social do jornalista Júlio de Mesquita Filho, queeste livro pode ser considerado uma porta de entrada para conhecer a sua obra, o seu legado e as suas lutas para transformar o Brasil numa Nação inclusiva e moderna. Júlio dirigiu o jornal O Estado de S. Paulo por mais de quatro décadas, até sua morte, em 1969. Nesse período participou ativamente dos principais acontecimentos e campanhas que mobilizavam o país, atuando inclusive como protagonista na criação da Universidade de São Paulo. Neste livro, as pinceladas sobre sua vida e obra são uma aula sobre a história do Brasil, já que relatam fatos e promovem reflexões sobre questões cruciais para o país.

 

Roberto Salone, diplomata de carreira, nasceu em 1977. É bacharel em Direito e mestre em Direito Internacional, ambos pela Universidade de São Paulo. Foi trainee e redator no jornal Folha de S. Paulo. Presidiu a Comissão Especial de Ex-Presos Políticos do Estado de São Paulo. No serviço exterior brasileiro, atuou em Teerã, Genebra e Beirute, onde vive atualmente. O presente livro lhe valeu o título de mestre em Diplomacia pelo Instituto Rio Branco.