Do Páteo do Colégio fomos ao entorno, cruzamos o Anhangabaú com suas plantações de chá e seguimos o caminho para onde as fotos foram nos levando...

São Paulo de Piratininga
de pouso de tropas a metrópole

coordenação geral:

Ruy Mesquita Filho

apresentação:

Ruy Mesquita Filho e José Alfredo Vidigal Pontes

projeto gráfico:

Diana Mindlin

 

acabamento:

Capa dura

páginas:

256

formato:

20 x 27 cm

co-edição:

Terceiro Nome e jornal O Estado de S. Paulo

confira aqui o Clipping...

ISBN brochura:

8587556290

Militão Augusto de Azevedo, Aurélio Becherini e Guilherme Gaensly são três dos maiores fotógrafos da fase de transição da acanhada província de São Paulo de 1860 para a metrópole do final dos anos 1920. São deles – e também de fotógrafos que não conseguimos identificar – as fotos que reproduzimos neste São Paulo de Piratininga.

 

De um total de aproximadamente 850 fotos da Coleção São Paulo de Piratininga, do jornal O Estado de S. Paulo, escolhemos 270 entre as que consideramos mais representativas para mostrar a cidade nesse período de transição. Partimos de um roteiro básico que começou no Páteo do Colégio, onde foi plantada a pedra fundamental da cidade, depois para o entorno, aí cruzamos o Vale do Anhangabaú com suas plantações de chá e fomos indo cada vez mais longe, seguindo o caminho para onde as fotos iam nos levando. O livro foi um estouro quando o lançamos.

 

Ao mesmo tempo, convidamos o artista plástico Arthur Lescher para fazer um CD-Rom com todas as fotos da coleção do Estado. Além de muito bonito, o CD-Rom permitia que cada foto fosse ampliada e sua localização identificada. Pena que os CD-Roms já estão fora de uso...

 

Para sorte dos que adoram fotos antigas de São Paulo, ainda temos alguns (poucos) exemplares do livro. Quem chegar primeiro... entra no CONTATO, no nosso www.terceironome.com.br, para ver a disponibilidade do livro!

galeria: