Marta Góes foca principalmente o período “brasileiro” da poeta e, além de discorrer sobre sua carreira e vida, nos oferece um retrato do Brasil visto pelo olhar estrangeiro de Elizabeth Bishop...

 

Um porto para Elizabeth Bishop

2ª a edição

autor:

Marta Góes

apresentação:

Marta Góes, Regina Braga e Humberto Werneck

fotos:

João Caldas

acabamento:

 capa dura/brochura

páginas:

72

formato:

14 x 21 cm

ISBN brochura:

978-65-87618-03-6

DIGITAL

disponível

ISBN e-book:

978-65-87618-02-9

A peça Um porto para Elizabeth Bishop foi escrita por Marta Góes para Regina Braga. Depois de estrear em 2001, no Festival de Teatro de Curitiba, com direção de José Possi Neto, foi apresentada em diversas cidades brasileiras em temporadas que se sucedem até agora. Retrata o período em que a poeta norte-americana viveu no Brasil, de 1951 até a década de 1970. Ao longo desses anos, Bishop produziu uma parte substancial de sua obra, ganhou o Prêmio Pulitzer de Poesia de 1956 e viveu uma história de amor com Lota Macedo Soares, figura influente da elite carioca.

 

Marta Góes é jornalista e escritora. Além de Um porto para Elizabeth Bishop, é autora de peças teatrais como Prepare seus pés para o verão, Miss Cyclone, A reserva e A moça que falou assim, as  três últimas publicadas no livro Mulheres virando o jogo. Entre outras obras, é também autora do infanto-juvenil A menina que se apaixonava e da biografia Alfredo Mesquita, um grã-fino na contramão (indicado ao Prêmio Jabuti).