Com fotografias e desenhos feitos a mão por João Batista Vilanova Artigas, esta obra dá pistas sobre os cerca de 700 projetos do arquiteto...

Vilanova Artigas

autor:

Rosa Artigas

projeto gráfico:

2 + 2 Design - Darkon V. Roque e Clara Laurentis

pesquisa:

Marco Artigas

acabamento:

capa dura

páginas:

272

formato:

26 x 26 cm

apoio:

Docol e Itaú Cultural

ISBN português:

978-8578161545

ISBN ebook:

9788578162788

ISBN inglês:

978-85-7816-157-6

confira aqui o Clipping...

João Batista Vilanova Artigas nasceu em Curitiba, em 1915, e formou-se arquiteto na Escola Politécnica da USP, em São Paulo, cidade que adotou e onde foi um dos fundadores da FAU-USP (Faculdade de Arquitetura da Universidade de São Paulo).

 

Este livro dá pistas sobre sua importante obra e inclui vários dos seus cerca de 700 projetos, entre os quais o edifício da FAU-USP, o estádio do São Paulo Futebol Clube e o edifício Louveira, além de conjuntos habitacionais, escolas, clubes, sindicatos, edifícios residenciais, comerciais e institucionais, apartamentos, casas, planos urbanísticos e equipamentos urbanos – obras que neste livro estão organizadas por tipo de programa.

 

O livro faz parte do conjunto de iniciativas do Centenário Vilanova Artigas, vencedor do Prêmio APCA 2015 – MEMÓRIA, que inclui o documentário “Vilanova Artigas: o arquiteto e a luz”, premado com o SAH Award for Film and Video – 2019, da Society of Architectural Historians; o livro A mão livre do vovô, com os desenhos que Artigas fazia para e com os netos, e uma grande exposição realizada no Instituto Itaú Cultural.

João Batista Vilanova Artigas, um dos fundadores da Faculdade de Arquitetura da Universidade de São Paulo (FAU-USP), foi membro do Partido Comunista e militante de movimentos populares e, por isso, perseguido pela ditadura militar. Foi cassado em 1969 por força do AI-5. Sua obra foi duas vezes premiada internacionalmente (Prêmio Jean Tschumi - 1972 e Prêmio Auguste Perret – 1985, este póstumo). Dentre os 700 projetos que produziu durante sua carreira, destacam-se o edifício da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo; o conjunto Habitacional Zezinho Magalhães Prado, em Guarulhos; o Estádio do Morumbi, em São Paulo; e o Edifício Louveira, além de clubes, sindicatos e diversos edifícios e casas.

 

Rosa Camargo Artigas é historiadora e autora de livros como Virgínia Artigas, histórias de arte e política e Vilanova Artigas, ambos publicados pela Terceiro Nome. Foi coordenadora do livro A mão livre do vovô, com os desenhos que seu pai, o arquieto Vilanova Artigas, fazia para ou com os netos. Ela também organizou livros como Paulo Mendes da Rocha, v.1 e 2; Arquiteto João Walter Toscano; Caminhos da Arquitetura; e Caminhos do Elevado – Memória e Projetos. Foi curadora de várias exposições nacionais e internacionais. Possui artigos e textos publicados em livros, revistas e catálogos nacionais e estrangeiros.

 

Marco Artigas é arquiteto formado pela Escola da Cidade e pós-graduado pela Universitat Politècnica de Catalunya. Entre 2010-14 integrou a equipe do escritório Piratininga Arquitetos Associados e participou de projetos como Biblioteca Mário de Andrade, Praça dos Museus da USP e Instituto de Tecnologia de Desenvolvimento Sustentável da Vale do Rio Doce, esses dois últimos em colaboração com o arquiteto Paulo Mendes da Rocha. Depois de um estágio em Salvador no Centro de Tecnologia da Rede Sarah, com o arquiteto João Filgueiras Lima (Lelé), trabalhou no escritório Josep Ferrando Architecture, em Barcelona. Foi professor assistente na disciplina de Projeto para o primeiro ano na Escola da Cidade e, atualmente, trabalha em seu próprio escritório e coordena o curso livre "Arquitetura Paulistana".

galeria: